Fórum para Crossdressers, Transgêneros e Supporters
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Quadrinhos CD/TS
Seg 09 Out 2017, 15:48 por stefanyemian

» O fetiche da inversão de papéis é mais antigo do que você imagina
Sex 06 Out 2017, 19:42 por juh.cdzinha

» Top 7 Regras de Lingerie
Qua 04 Out 2017, 07:24 por kinkyceline

» Nome social no CPF
Qua 23 Ago 2017, 17:38 por Luisa_2u

» Espiritismo e CDing
Qua 23 Ago 2017, 14:28 por stefanyemian

» Filmes relacionados ao mundo cd
Qui 03 Ago 2017, 17:15 por VanessaRinaldi

» O QUE É SER BISSEXUAL?
Sex 28 Jul 2017, 13:33 por stefanyemian

» Não existe cérebro masculino ou feminino.
Sex 28 Jul 2017, 13:24 por stefanyemian

» SEU CÉREBRO É FEMININO OU MASCULINO?
Sex 28 Jul 2017, 13:17 por stefanyemian

» UM HOMEM QUE GOSTA DE SE SENTIR COMO UMA MULHER
Seg 24 Jul 2017, 18:41 por Akai San

Tópicos mais ativos
videos de transformações e afins
Quadrinhos CD/TS
grupo de brolita
SUGESTÕES DIVERSAS - "SAU"
Vestimentas na Bíblia
Inferno - Realidade ou invenção?
Você deixaria seu filho assistir o desenho de um super heroi Crossdresser?
Divulgação de Blog's
Dicionário Crossdressing Place
Crossdressing Clube em Campinas - SP
Estatísticas
Temos 694 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de renato

Os nossos membros postaram um total de 25009 mensagens em 1276 assuntos
Contador de Visitas

Compartilhe | 
 

 Cotas em concursos publicos - A Discussão.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 13:09

Relembrando a primeira mensagem :

eu tava comentando agora em outro topico e citei cotas para negros em vestibulares federais e concursos publicos.

Particularmente falando sou contra a cota para negros, afinal de contas, hoje em dia no Brasil, os negros tem tantas chances quanto os brancos, mas nao é esse o foco do meu topico.

Eu tava pensando o seguinte, embora eu nao saiba até onde isso seria considerado invasivo nas questões pessoais de cada um, mas levando em conta a dificuldade que os homossexuais e transgeneros não têm de colocação no mercado de trabalho (ja comentamos ate a exaustão isso em outro topico também), será que nenhum politico ligado ao mundo LGBT nao aceitaria o desafio de criar cotas em concursos publicos para colocação desse publico no mercado de trabalho de forma digna?

Digo isso por que muitas deixam o colégio no ensino médio, isso quando concluem, isso no caso das meninas que desde a adolescencia têm problemas com a comunidade, mas tem muitas, muitas mesmo que são formadas, que têm conhecimentoss profissionais suficientes para viver e administrar qualquer função, e nao são posicionadas por questões de suas qualidades sexuais.

Quantas meninas sucumbem à prostituição, nao pq dá mais dinheiro (sabemos que dar na esquina é mais lucro que muito trabalho por aí), mas pq simplesmente não têm outras opções por falta de incentivo social.

Aquela ideia da "vila LGBT" é bonita e utopica, mas essa aqui nao... bastava duas duzias de votos no senado e no congresso, e pronto (a parte dificil são os votos, depois de votado, a sociedade que se vire em aceitar hahaha)

Acho que a aceitação social, tem que partir de um exemplo, e ONGs têm bons exemplos, mas nao sao seguidos, agora se o governo desse uma força e mostrasse que homossexuais e transgeneros não são monstros, aos poucos a sociedade se acostumaria a ponto de nao se importar muito...

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
brunalippi
CD Experiente
CD Experiente



MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qui 28 Maio 2015, 16:51

Eu sou contra a todo e qualquer "auxilios do estado", salvo para deficientes físicos e mentais, sobretudos para estes últimos! Negros, homosexuais, transgêneros tem de abrir as portas e lutar contra preconceitos na "marra", por meio da organização civil e jamai spor tutela do estado tornand-se refém de partidos! Não somos incapazes, nem menos dotados que os demais cidadãos. Quando aceitamos "cotas" devido a preconceitos aceitamos que somos menos capazes, mais frágeis, menos "homens", menos mulheres etc. Podemos e devemos lutar por nós mesmas em sermos melhor do que a média, o que faz alguns negors para vencer preconceitos a assim abrir portas, dando exemplos e calando a boca dos racistas e mundado de fato a sociedade, ainda que aos poucos! Cada um com sua opinião, respeito todas, mas na minh apercepção quem deseja "tutela" o estado por ser negro, trans, imigrante, etc é um mas exemplo para o seu grupo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mariza Enrique
CD de Armário
CD de Armário
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Dom 25 Set 2016, 18:08

Eu tambem acho que esse lance de cotas para qualquer tipo de pessoa que não possua alguma limitação é estranho. Cotas para negros ou gay ou trans, por exemplo, não possuo nenhuma limitação fisica que me impeça de fazer o mesmo serviço que fazia antes de me assumir, na empresa o pessoal estranhou um pouco e agora ta de boa. Atendo as empresas do mesmo jeito que antes e se não quiserem meu serviço que vão procurar outro, mas o que falo para todos os que desejam se declaram trans é que se planejem e estudem porque tem preconceito e não é com lei que tira isso, é mostrando para o mundo que o traveco pode sim consertar um equipamento eletronico, que não importa cor opção ou aparencia, que a capacidade não depende disso, mas é preciso estudo alias mais estudo e esforço que o normal para mostrar ao mundo que vc é bom no que faz. Eu quero a partir do ano que vem abrir um curso profissionalizante para trans, espalhar um monte de tecnicas e tecnicos em eletronica e bagunçar a sociedade. E ajudar quem não teve a oportunidade de se planejar antes da transição. E acredito que é atraves da competencia que se vence qualquer forma de preconceito. Antes a lei dava porrada na gente, como o governo inglues fez com o Allan Turring (assistam o filme O jogo da imitação) agora a lei pune quem da porrada na gente. Isso pelo menos ja garante uma condição minima para se mostrar para a sociedade. Mas ainda existe muito preconceito, principalmente com trans. E como falei, é sendo mais competente que os outros que se vence isso. E com o tempo a cara de espanto dos peões na industria recebendo ordem da engenheira que era engenheiro fica ate divertida!

_________________
Antes eu me montava quando chegava em casa e desmontava quando saía. Agora inverteu! Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
stefanyemian
CD Master
CD Master
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Seg 26 Set 2016, 08:23

Olá!
Essa é uma discussão que pode acalorar muita gente!
Mas eu concordo com a Mariza.
Quando o governo faz uma cota, ele tá dizendo ao resto que estes são diferentes. Isso pra mim já é uma maneira de segregar e dividir. Isso pra mim é Racismo disfarçado de Lei.
E um ponto em que a Mariza tocou e eu concordo plenamente, é o conhecimento, se vc tem uma pessoa que resolva seu problema, seja ela homem, mulher, gay, travesti, crossdresser e outros tipos afins... duvido que vc deixe de resolver somente pela aparência da pessoa.
Se você prova ser capaz, não vejo o porquê de recusar...
MAS.... o que mais vemos infelizmente, são casos de pessoas que se vitimizam por serem gays, homossexuais, travestis... sei que a sociedade é difícil, mas se fazer de vitima também não ajuda.
Parabéns para a Mariza!!! adorei seu pensamento, e que dê certo seu projeto do curso!

_________________

São José do Rio Preto - SP
www.cdplace.org
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akai San
CD Iniciante
CD Iniciante
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 31 Jan 2017, 14:23

O Banco do Brasil saiu na frente em garantir um direito aos travestis, transexuais e transgêneros. Enquanto vários movimentos de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT) lutam para defender a homologação do uso do nome social, os funcionários do banco já podem ser socialmente reconhecidos desde sexta-feira (27). O público trans poderá ajustar, mediante pedido do próprio funcionário, o nome que usa em seu crachá, nos cartões de visitas, carimbos e também no e-mail institucional.
Também para clientes. O banco também estende essa possibilidade aos clientes, exceto em operações que exigem, por questões legais, nome de registro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cotas em concursos publicos - A Discussão.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Crossdressing Place :: Legislação & Política-
Ir para: