Fórum para Crossdressers, Transgêneros e Supporters
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Quadrinhos CD/TS
Seg 09 Out 2017, 15:48 por stefanyemian

» O fetiche da inversão de papéis é mais antigo do que você imagina
Sex 06 Out 2017, 19:42 por juh.cdzinha

» Top 7 Regras de Lingerie
Qua 04 Out 2017, 07:24 por kinkyceline

» Nome social no CPF
Qua 23 Ago 2017, 17:38 por Luisa_2u

» Espiritismo e CDing
Qua 23 Ago 2017, 14:28 por stefanyemian

» Filmes relacionados ao mundo cd
Qui 03 Ago 2017, 17:15 por VanessaRinaldi

» O QUE É SER BISSEXUAL?
Sex 28 Jul 2017, 13:33 por stefanyemian

» Não existe cérebro masculino ou feminino.
Sex 28 Jul 2017, 13:24 por stefanyemian

» SEU CÉREBRO É FEMININO OU MASCULINO?
Sex 28 Jul 2017, 13:17 por stefanyemian

» UM HOMEM QUE GOSTA DE SE SENTIR COMO UMA MULHER
Seg 24 Jul 2017, 18:41 por Akai San

Tópicos mais ativos
videos de transformações e afins
Quadrinhos CD/TS
grupo de brolita
SUGESTÕES DIVERSAS - "SAU"
Vestimentas na Bíblia
Inferno - Realidade ou invenção?
Você deixaria seu filho assistir o desenho de um super heroi Crossdresser?
Divulgação de Blog's
Dicionário Crossdressing Place
Crossdressing Clube em Campinas - SP
Estatísticas
Temos 694 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de renato

Os nossos membros postaram um total de 25009 mensagens em 1276 assuntos
Contador de Visitas

Compartilhe | 
 

 Cotas em concursos publicos - A Discussão.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 13:09

eu tava comentando agora em outro topico e citei cotas para negros em vestibulares federais e concursos publicos.

Particularmente falando sou contra a cota para negros, afinal de contas, hoje em dia no Brasil, os negros tem tantas chances quanto os brancos, mas nao é esse o foco do meu topico.

Eu tava pensando o seguinte, embora eu nao saiba até onde isso seria considerado invasivo nas questões pessoais de cada um, mas levando em conta a dificuldade que os homossexuais e transgeneros não têm de colocação no mercado de trabalho (ja comentamos ate a exaustão isso em outro topico também), será que nenhum politico ligado ao mundo LGBT nao aceitaria o desafio de criar cotas em concursos publicos para colocação desse publico no mercado de trabalho de forma digna?

Digo isso por que muitas deixam o colégio no ensino médio, isso quando concluem, isso no caso das meninas que desde a adolescencia têm problemas com a comunidade, mas tem muitas, muitas mesmo que são formadas, que têm conhecimentoss profissionais suficientes para viver e administrar qualquer função, e nao são posicionadas por questões de suas qualidades sexuais.

Quantas meninas sucumbem à prostituição, nao pq dá mais dinheiro (sabemos que dar na esquina é mais lucro que muito trabalho por aí), mas pq simplesmente não têm outras opções por falta de incentivo social.

Aquela ideia da "vila LGBT" é bonita e utopica, mas essa aqui nao... bastava duas duzias de votos no senado e no congresso, e pronto (a parte dificil são os votos, depois de votado, a sociedade que se vire em aceitar hahaha)

Acho que a aceitação social, tem que partir de um exemplo, e ONGs têm bons exemplos, mas nao sao seguidos, agora se o governo desse uma força e mostrasse que homossexuais e transgeneros não são monstros, aos poucos a sociedade se acostumaria a ponto de nao se importar muito...

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:04

Marta Suplicy atendeu meu chamado hahaha

achei esse texto, mas nao achei a data dele... e nao sei em que pé esta essa proposta:


Senadora Marta Suplicy propõe o encerramento da Família Tradicional

Senadora Marta Suplicy propõe o encerramento da Família Tradicional
É essa a Proposta de Emenda à Constituição que a Senadora Marta Suplicy e a Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB estão elaborando para o nosso País.
Principais pontos:
- Acabar com a família tradicional
- Retirar os termos “pai” e “mãe” dos documentos
- Acabar com as festas tradicionais das escolas (dia dos pais, das mães) para “não constranger” os que não fazem parte da família tradicional
- A partir de14 anos, os adolescentes disporão de cirurgia de mudança de sexo custeada pelo SUS
- Cotas nos concursos públicos para homossexuais etc…
Eis o texto:
A senadora Marta Suplicy (PT-SP) elogiou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), elaborada pela Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que quer ampliar privilégios a indivíduos viciados em práticas homossexuais.
O texto tem a pretensão de introduzir na Constituição todas as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) que favoreceram a agenda gay, inclusive a garantia de união estável para duplas homossexuais, com direito à conversão em casamento e adoção de crianças.
De acordo com a agência de notícias do Senado, “a PEC tem como um de seus principais ponto a criminalização da homofobia e estabelece a pena de dois a cindo anos de reclusão para aqueles que praticarem atos de discriminação e preconceito em virtude da orientação sexual de alguém. A mesma punição se estende aos que incitarem o ódio ou pregarem [contra a] orientação sexual ou identidade de gênero”.
Com a aprovação da PEC, a própria Constituição do Brasil se transformará num PLC 122. Mas Suplicy reconhece que a tentativa de transformar a Constituição do Brasil numa constituição “anti-homofobia” certamente enfrentará resistência de “setores como o da igreja”.
A senadora acredita que, estrategicamente, será importante aprovar primeiro o PLC 122/2006, pois sua tramitação está mais avançada, tendo já sido aprovado sorrateiramente na Câmara dos Deputados e restando apenas a votação no Senado. O segundo passo, na avaliação de Marta, é apresentar a PEC, que é uma matéria mais ampla e complexa. “A PEC é bem mais difícil de aprovar. Então, vamos começar com a homofobia e avaliar o momento adequado para fazer uma PEC com essa amplitude, que é realmente o sonho que nós gostaríamos para todo o País”, explicou a senadora à agência do Senado.
O Estatuto da Diversidade Sexual conta com 109 artigos, que alteram 132 dispositivos legais. O Estatuto criminaliza a homofobia, reconhece o direito à livre orientação sexual e iguala os direitos fundamentais entre heterossexuais e LGBTs.
Eis algumas dos “avanços” que o Estatuto da Diversidade Sexual propõe:
Legitimação da PEDOFILIA e outras anormalidades sexuais:
Título III, Art. 5º § 1º – É indevida a ingerência estatal, familiar ou social para coibir alguém de viver a plenitude de suas relações afetivas e sexuais.
Sob essa lei, a família nada poderá fazer para inibir um problema sexual nos filhos. A sociedade nada poderá fazer. E autoridades governamentais que ainda restarem com um mínimo de bom senso estarão igualmente impedidas de “interferir”.
Retirar o termo PAI E MÃE dos documentos:
Título VI, Art. 32 – Nos registros de nascimento e em todos os demais documentos identificatórios, tais como carteira de identidade, título de eleitor, passaporte, carteira de habilitação, não haverá menção às expressões “pai” e “mãe”, que devem ser substituídas por “filiação”.
Essa lei visa beneficiar diretamente os ajuntamentos homossexuais desfigurados tratados como família. Para que as crianças se acostumem com “papai e papai” ou “mamãe e mamãe”, é preciso eliminar da mente delas o normal: “papai e mamãe”.
Começar aos 14 anos os preparativos para a cirurgia de mudança de sexo aos 18 anos (pode começar com hormônios sexuais para preparar o corpo):
Título VII, Art. 37 – Havendo indicação terapêutica por equipe médica e multidisciplinar de hormonoterapia e de procedimentos complementares não-cirúrgicos, a adequação à identidade de gênero poderá iniciar-se a partir dos 14 anos de idade.
Título VII, Art. 38 – As cirurgias de redesignação sexual podem ser realizadas somente a partir dos 18 anos de idade.
Cirurgias de mudança de sexo nos hospitais particulares e no SUS:
Título VII, Art. 35 – É assegurado acesso aos procedimentos médicos, cirúrgicos e psicológicos destinados à adequação do sexo morfológico à identidade de gênero.
Parágrafo único – É garantida a realização dos procedimentos de hormonoterapia e transgenitalização particular ou pelo Sistema Único de Saúde – SUS.
Uso de banheiros e vestiários de acordo com a sua opção sexual do dia:
Título VII, Art. 45 – Em todos os espaços públicos e abertos ao público é assegurado o uso das dependências e instalações correspondentes à identidade de gênero.
Não é permitido deixar de ser homossexual com ajuda de profissionais nem por vontade própria:
Título VII, Art. 53 – É proibido o oferecimento de tratamento de reversão da orientação sexual ou identidade de gênero, bem como fazer promessas de cura.
O Kit Gay será desnecessário, pois será dever do professor sempre abordar a diversidade sexual e consequentemente estimular a prática:
Título X, Art. 60 – Os profissionais da educação têm o dever de abordar as questões de gênero e sexualidade sob a ótica da diversidade sexual, visando superar toda forma de discriminação, fazendo uso de material didático e metodologias que proponham a eliminação da homofobia e do preconceito.
Contos infantis que apresentem casais heterossexuais devem ser banidos se também não apresentarem duplas homossexuais travestidas de “casais:
Título X, Art. 61 – Os estabelecimentos de ensino devem adotar materiais didáticos que não reforcem a discriminação com base na orientação sexual ou identidade de gênero.
As escolas não podem incentivar a comemoração do Dia dos Pais e das Mães:
Título X, Art. 62 – Ao programarem atividades escolares referentes a datas comemorativas, as escolas devem atentar à multiplicidade de formações familiares, de modo a evitar qualquer constrangimento dos alunos filhos de famílias homoafetivas.
Cotas nos concursos públicos para homossexuais assim como já existem para negros no RJ, MS e PR e cotas em empresas privadas com já existe para deficientes físicos:
Título XI, Art. 73 – A administração pública assegurará igualdade de oportunidades no mercado de trabalho a travestis e transexuais, transgêneros e intersexuais, atentando ao princípio da proporcionalidade.
Parágrafo único – Serão criados mecanismos de incentivo a à adoção de medidas similares nas empresas e organizações privadas.
Casos de pedofilia homossexual irão correr em segredo de justiça:
Título XIII, Art. 80 – As demandas que tenham por objeto os direitos decorrentes da orientação sexual ou identidade de gênero devem tramitar em segredo de justiça.
Censura a piadas sobre gays:
Título XIV, Art. 93 – Os meios de comunicação não podem fazer qualquer referência de caráter preconceituoso ou discriminatório em face da orientação sexual ou identidade de gênero.
O Estatuto da Diversidade Sexual é um avanço. Isso nunca havia sido pensado em relação às questões LGBT”, reconheceu Marta Suplicy, classificando-o como de importância “inquestionável”.
O Estatuto defende que o Estado é obrigado a investir dinheiro público para homossexuais que querem caros procedimentos de reprodução assistida por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e também o Estado é obrigado a criar delegacias especializadas para o atendimento de denúncias por preconceito sexual contra homossexuais, atendimento privado para exames durante o alistamento militar e assegura a visita íntima em presídios para homossexuais e lésbicas.
Confira

Link Original

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sttefanne Camp
Administradora
Administradora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:07

Puxa Niele... Tá inspirada... rsss

Bom... do meu ponto de vista, não sei se "cotas" é uma coisa coerente... Penso isso pelo seguinte:


Niele escreveu:
..."Quantas meninas sucumbem à prostituição, nao pq dá mais dinheiro (sabemos que dar na esquina é mais lucro que muito trabalho por aí), mas pq simplesmente não têm outras opções por falta de incentivo social."...
Na citação acima, vemos "um todo"... se em um sistema de cotas, um empregador contrata uma "Léa T"... resolve o problema, ou só "fica bem na fita"?

Questionável... não?

_________________
Beijos
Sttefanne
Voltar ao Topo Ir em baixo
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:14

ah sei la, eu concordo que se a pessoa consegue passar em um concurso publico, independente de cota, ja por isso mesmo prova o seu valor e competencia

mas eu fico pensando como no caso do post da transex segurança, ou da outra moça que foi demitida depois que iniciou seu tratamento hormonal, ou tantas outras que têm medo de se assumir e ser o que deve ser por causa da sociedade...

o preconceito vai sempre existir, mas de uma chance dessas pessoas estigmatizadas viverem com dignidade e o preconceito e gente encara, ignora ou luta contra, conforme cada um.

Eu tenho pensado bastante nisso... eu quero me transformar, mas nao quero ser uma paria na sociedade, nao quero ser uma mendga amanhão ou depois pq eu resolvi que nao quero mais ser homem... Eu ja tive uma grande batalha hoje contra eu mesma, nao quero continuar na guerra sem nenhuma chance de ao menos um empate tecnico...

(hj acordei virada numa extremista hahahaha)

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sttefanne Camp
Administradora
Administradora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:20

O post comentando da Marta Suplicy é ótimo... Very Happy, mostra uma "luz"...

Mas o que me preocupa, legalmente falando, são informações do tipo:
http://www.gazetadopovo.com.br/vidapublica/conteudo.phtml?id=1365176&tit=Bancada-evangelica-seria-3-partido-da-Camara

Pois, segundo a CF/88, em seu Artigo 19º, coloca o país como Estado Laico... mas como manter essa premissa se o viés Religioso tem influência Política?

_________________
Beijos
Sttefanne
Voltar ao Topo Ir em baixo
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:32

Eu acho que alguns pontos da Marta são exagerados e desnecessários, tipo acabar com dia das mae e dia dos pais, eu cresci praticamente so com minha mae, meus pais são separados e desde pequeno tive problemas com meu pai... a familia ja é desestruturada desde sempre... As escolas deveriam ter se adaptado antes à outras mudanças também, nao so a questão homossexual.

Quanto à matéria da Gazeta do Povo, a Vereadora Noêmia Rocha (PMDB), inuteil, tava com proposta duas semanas atrás de fazer com que "os canticos dos cultos evangélicos se tornassem patrimonio cultura de Curitiba" (...) ¬.¬'


eu ja disse antes, eu nao tenho nada contra religião alguma, e sou agnostico pq a idade média teve seu periodo de idade das trevas por causa da igreja católica, e acho uma perda de energia pregar o amor entre todos e o preconceitos contra tudo, pois no meu humilde ponto de vista é o que a igreja faz de melhor... pregar o paradoxo e semear diversas discordias...

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sttefanne Camp
Administradora
Administradora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:39

Embarassed  Puxa... acho que mirei no item errado da reportagem....

Mas vamos ao lado bom... agora tem duas... Primeiro a questão da Vereadora Noêmia... a proposta dela é praticamente inconstituiconal...

A segunda é um quadro do lado esquerdo, com o título: "Eleições - Apoio de igrejas pode ser decisivo para Dilma Rousseff em 2014"... e aí que está a minha preocupação...

_________________
Beijos
Sttefanne
Voltar ao Topo Ir em baixo
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:44

eu nem tinha lido aquele quadro.

a questão é que, indiferente do que diz a constituição o Brasil, infelizmente, é um país religioso. Não acho que os evangelicos consigam ganhar uma eleição, mas entendo tb que a pressão deles é forte nas camaras, senado e congresso, e isso dificulta muito minha atual bandeira cor de arco iris!!

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mell_ftm
CD Experiente
CD Experiente
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:53

Não sou a favor de metade do que li, como acabar com o dia de pais e mães.
Já tive na creche um casal homossexual, alias, temos, e no dia das mães, perguntamos para a mãr da criança se ela gostaria que presenteássemos a mulher dela e sim, ela nos disse que se fosse possível, gostaria.
No caderno da criança estava como mãe xyz e mãe zxy.
Por isso nossa reação, a minha que chamo as crianças quando os pais vão buscar é chamar as duas de mães que é a forma que a criança age também.

Sobre cotas, já não concordo com a de negros, muito menos com as de homossexuais, todos são iguais perante a lei, então porque preferenciar uns e não outros, sobre deficientes é outra história, mas, preferenciar, transgeneros? gays? etc? Não é nossa escolha nascer assim, mas, não sou diferente de ninguém por não ter nascido igual á maioria. Sou só um novo tipo de pessoa, uma mulher que quer ser andrógena e virar príncipe ás vezes.

Homossexual, crossdresser, sadomasoquista, libertina, puta. Sou o que sou e o que me deixo ser. Não quero passar na frente por ser eu. Sou apenas mais uma luz na multidão.

_________________
--x Elvis x--
Me descobrindo novamente a cada amanhecer.


Última edição por Mell_ftm em Ter 01 Out 2013, 14:57, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sttefanne Camp
Administradora
Administradora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 14:54

Aí é aquela questão Niele... no que envolve abstração, alienação e fanatismos...

Quantas serão as pessoas que sabem desse Artigo Constitucional? E não podemos dizer que é "só povão" não sabe ou esquece desse artigo...

_________________
Beijos
Sttefanne
Voltar ao Topo Ir em baixo
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 15:03

eu preciso nesse ponto concordar com a Mell, nao deveria haver cota alguma, mas ja que há, vamos aproveitar hahaha

quanto à politica... bom... estamos num pais onde vereador ganha eleição prometendo estrada federal, onde senador ganha eleição prometendo bolsas familia e qualquer coisa, estamos num pais que nao sabe o que a politica é e acha que "forum privilegiado" para politico é bom (Se o povão soubesse o que significa, iriam querer que fosse "mais privilegiado mais ainda" hahaha)

somos um povo que se nao tiver uma lei de ficha limpa, votam no cara que roubou milhoes ano passado, sou contra o ficha limpa, mas o povo nao sabe votar diferente.

Estamos no pais onde deputado federal preso pode legislar segundo votação da camara...

Somos um pais ignorante e burro, que se diz pacifico e acolhedor, mas é **** alguma...

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mell_ftm
CD Experiente
CD Experiente
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 15:36

Fiz um texto leiam lá.

_________________
--x Elvis x--
Me descobrindo novamente a cada amanhecer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Halle
CD Iniciante
CD Iniciante
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 01 Out 2013, 23:30

Mell_ftm escreveu:
Sobre cotas, já não concordo com a de negros, muito menos com as de homossexuais, todos são iguais perante a lei, então porque preferenciar uns e não outros
Essa questão das cotas é mesmo complicada, mas um dos princípios dos que as defendem é de que a igualdade perante a lei não é suficiente para impedir a desigualdade social. Mesmo desconsiderando o fator de compensação histórica (contestado por muitos pelo fato de que os brancos de hoje pagariam pelos de ontem), é difícil defender que no cenário de hoje as oportunidades são iguais na prática, de onde tendo a ser favorável às cotas (tanto para negros quanto para homossexuais).
Voltar ao Topo Ir em baixo
cd Marina
CD Master
CD Master
avatar


MensagemAssunto: He Brasil   Qua 02 Out 2013, 08:32

Esse negocio de cotas e mesmo uma piada de mal gosto, isso e so para disfarçar o preconceito... tem cotas para homossexuais, manda umas transex la pra ver se elas conseguem alguma vaga... O povo ja mostrou qe tem força. ..e qualquer dia desses vao colocar esses politicos pra correr, seria bom o judiciário ir junto tambem... Me revolta saber qe muita transex goataria de nao fazer programa, mas elas tem um mercado de trabalho totalmente fechado a elas... E eles ainda falam de igualdade, o mais irônico e qe muitos desses politicos safados sao clientes de transex pelo Brasil a fora...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qua 17 Set 2014, 09:38

Ressussitando o topico pq ando com corda...

eu tava relendo todo o topico e notei que tivemos divergencias de opinião em pontos q eu nao tinha notado antes...

A ideia das cotas é especifica para concursos publicos, seria demais pedir pra iniciativa privada gerar cotas, nao há cotas raciais, e no máximo um pequeno incentivo para quem contrata portadores de necessidades especiais...

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo
kcristxd
CD Diva
CD Diva
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Dom 08 Mar 2015, 11:21

Bom dia, queridas.

Não sei se sou uma pessoa adequada para falar sobre isto, mas quero deixar aqui meus pontos de vista:

a) do ponto de vista religioso, o Brasil por ser um Estado Laico (vide CF/88) JAMAIS deveria deixar que a Igreja (católica e protestante) domine  no âmbito social. A sensação que temos é que, aos poucos, estamos voltando às eras medievais onde a moral e os "bons costumes" imperam. Só faltam as igrejas quererem a inquisição de novo... bom
b) do ponto de vista social, somos seres humanos com a peculiaridade de termos um guarda-roupa ampliado. Temos nossas companheiras, esposas, namoradas (eu ainda estou sozinha), somos descriminalizadas mais até que nossas irmãs travestis e nossas irmãs trans, merecemos ser reconhecidas
c) do ponto de vista político, precisamos ser mais incisivas, o PSOL está despontando, Martha Suplicy está aí, com o apoio político seremos fortes. drunken
d) do ponto de vista ético, a sociedade precisa apenas entender o que é ser cross.

Seria louvável a cota para concursos, mas o problema que ainda impera e irá imperar por anos e anos (se nós não nos unirmos e fizermos algo), será o preconceito e a discrimialização. A cota causa polêmica, pois os "mais preparados" se acham que só eles podem. Quando alguém pobre chega lá, é descriminalizado.

Quando comecei como funcionária pública, eu trabalhei em uma unidade onde havia uma professora que não me aceitava por eu conhecer Piaget e as disciplinas da Pedagogia, apensar de ter feito magistério. Com 29 anos, achava que eu era pobre demais para ter tanto conhecimento. O que ela fez? Se aliou a uma outra colega, fez a cabeça da gestora da unidade, e quase fui descartada do quadro de funcionárias por excesso de humildade. Infelizmente, o problema da cota é mais polêmico que social. Enquanto houver "pessoas mais bem preparadas - ricas" em um ambiente onde não se aceita pobres, haverá preconceito.

Eu, quando era universitária, fui bolsista do ProUni. O último ano só consegui concluir com o apoio do reitor da universidade, uma vez que havia um aluno que agitou um grupo para expurgar os bolsistas. Sorte que este aluno foi excluso, e a imagem da universidade ficou manchada. Ainda o Brasil é o país das desigualdades, e não haverá governo que irá acabar com isto.

Espero não ter pegado demasiadamente pesado aqui. Me perdoe se ofendi alguém.  rendeer Like a Star @ heaven Like a Star @ heaven Like a Star @ heaven Like a Star @ heaven Like a Star @ heaven

_________________
Kelly Cristina Martins Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
ValKyria
CD Iniciante
CD Iniciante
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Sex 22 Maio 2015, 14:01

na minha opinião sou contra a qualquer tipo de cota, pois por si só já são discriminatórias, taxam os indivíduos como incapazes. todos temos potencial, basta vontade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Camilatales
CD Experiente
CD Experiente
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Ter 26 Maio 2015, 18:12

As cotas são temas polêmicos e de fortes discussões. Eu particularmente sou a favor, pois não acredito que a meritocracia funcione no Brasil, tendo em vista que o Estado não se adeque a diversidade e suas respectivas necessidades. Porém em um país preconceituoso onde o negro é minoria dentro das universidades federais e concursos público, não acho que é errado, penso nas travestis, transexuais e etc.. que passam por um processo de mudança no corpo e tbm o processo para a troca de documentos (que só de pensar já da preguiça em relação a burocracia), porém essas pessoas não possuem um apoio do Estado, eu particularmente acho que quem nasce com boas condições deve gozar do que o Estado achar melhor em relação sua situação financeira, hoje a maioria dos pobres, estaticamente falando são negros e não possuem uma escola de qualidade, livros de qualidade, material de qualidade, ainda por mais que pouco, existe o trabalho de menores para ajudar a sustentar suas casas. Esse blablabla todo, digo pois, em um país que quase nada da certo, eu acho justo as cotas para o público LGBT e principalmente para as travestis e transexuais que ficam a mercê de uma sociedade preconceituosa. A cota é o atalho que o Estado criou para "tentar diminuir as desigualdades sociais" o certo seria as reformas tão prometidas por tantos presidentes e nenhuma colocada em prática, reformas na política, na educação, na saúde, segurança, no incentivo a cidadania e o bem comum, coisas que estão na constituição mas que não existem na prática, porém nosso Estado não gosta de trabalhar, e é melhor um pássaro na mão do que dois voando... ai vem as cotas..  Tema polêmico, apenas meu ponto de vista, aberta para com visões opostas! Beijos!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
ValKyria
CD Iniciante
CD Iniciante
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qua 27 Maio 2015, 01:45

de certa forma não tiro sua razão Camilatales, mas ainda acho que esse regime de cotas segrega mais do que ajuda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
kcristxd
CD Diva
CD Diva
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qua 27 Maio 2015, 10:30

Bem, o problema não é a cota em si, como nossa amiga Val citou. Eu, quando bolsista, era vista como a "pobretona" que estava "tomando vaga" de um ricaço, e que eu não merecia estar lá (na Unip [mesmo sido pago pelo governo]). O que segrega na cota, é aquela pessoa que tem mente fechada, e sente que só ela, eu disse, só ela e sua estirpe podem estar lá.

Participei recentemente de um concurso da Petrobrás, em 2014, como cotista PP (pessoa parda - adoro ser morena e tenho orgulho disto!), e, pelo que eu percebi, não chamaram mais do que 2 candidatos, de um universo superior a 2500. Talvez, o que faça a diferença para estas pessoas, não é a cor da pele, opção de gênero, ou se é homo ou hetero, mas sim, quanto a pessoa possa ter de CI (capital intelectual) e CF (capital financeiro), para sobreviver.

É uma lástima. Porém, como a Camila citou, vale mais uma cotista trans/travesti a duas voando. Este é o nosso Brasil em que vivemos, cheio de preconceitos, atrasado e desinformado!

_________________
Kelly Cristina Martins Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Camilatales
CD Experiente
CD Experiente
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qua 27 Maio 2015, 15:07

Segrega sim, tem muito preconceito na universidade com os cotistas, mas como disse, o Estado ta nem ai! Ofereceu as cotas e o "trabalho ta feito"! A sociedade que se vire com a segregação e o preconceito em relação as cotas!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Niele
Moderadora
Moderadora
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qua 27 Maio 2015, 17:07

Camilatales escreveu:
Segrega sim, tem muito preconceito na universidade com os cotistas, mas como disse, o Estado ta nem ai! Ofereceu as cotas e o "trabalho ta feito"! A sociedade que se vire com a segregação e o preconceito em relação as cotas!


Infelizzmente os cotistas sofrem essa segregação mesmo, e infelizmente, nao ha muito que o governo possa fazer alem de alguma campanha sobre o assunto.

A ideia da cota para transgeneros, é muitos mais para inclusão social, as meninas são preconceituadas, e a maioria nao consegue um emprego descente porm puro preconceito da sociedade, conheço meninas muito mais eficazes que muito gestor, e têm que rodarr a bolsa por falta de opção, pq nao sao aceitas em empresa alguma...

_________________
Beijos suas Lindas
Voltar ao Topo Ir em baixo
brunalippi
CD Experiente
CD Experiente
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qua 27 Maio 2015, 19:10

Pessoalmente sou contra toda e qualquer cota! Isso é discriminação por meio do Estado, inaceitável. Somos um país de franca maioria PARDA, ainda que se declarem "brancos". Da mesma forma, acho um grande absurdo acabar com o dia das mães, dos pais, etc. Basta no dia das mães comparecerem os homens, quando estes fazem o papel de mães, por serem avôs, ou um casal de gays masculinos, etc. O vice-versa, da mesma forma, para o dia dos pais, podendo ir mulheres que cumprem esse papel! Acho muito mais educativo e melhor para a sociedade demostrar que mãe e pai é um papel e que uma criança pode tê-los independente dos gêneros biológicos! Mas essa "invenção" politicamente correta acaba por criar novidades que no meu entender mais dificultam do que reforçam as aceitações! bjs


Última edição por brunalippi em Qui 28 Maio 2015, 16:44, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Camilatales
CD Experiente
CD Experiente
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qui 28 Maio 2015, 16:06

Niele escreveu:
Camilatales escreveu:
Segrega sim, tem muito preconceito na universidade com os cotistas, mas como disse, o Estado ta nem ai! Ofereceu as cotas e o "trabalho ta feito"! A sociedade que se vire com a segregação e o preconceito em relação as cotas!


Infelizzmente os cotistas sofrem essa segregação mesmo, e infelizmente, nao ha muito que o governo possa fazer alem de alguma campanha sobre o assunto.

A ideia da cota para transgeneros, é muitos mais para inclusão social, as meninas são preconceituadas, e a maioria nao consegue um emprego descente porm puro preconceito da sociedade, conheço meninas muito mais eficazes que muito gestor, e têm que rodarr a bolsa por falta de opção, pq nao sao aceitas em empresa alguma...
Pois é, desconheço politicas públicas ou algum auxilio do Estado para com as\os trangeneros, o que houve recentemente foi o Haddad com aquela bolsa de estudos, que em minha opinião não resolve o problema social enfrentado pelas travestis. No mais desconheço...
Voltar ao Topo Ir em baixo
brunalippi
CD Experiente
CD Experiente
avatar


MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   Qui 28 Maio 2015, 16:51

Eu sou contra a todo e qualquer "auxilios do estado", salvo para deficientes físicos e mentais, sobretudos para estes últimos! Negros, homosexuais, transgêneros tem de abrir as portas e lutar contra preconceitos na "marra", por meio da organização civil e jamai spor tutela do estado tornand-se refém de partidos! Não somos incapazes, nem menos dotados que os demais cidadãos. Quando aceitamos "cotas" devido a preconceitos aceitamos que somos menos capazes, mais frágeis, menos "homens", menos mulheres etc. Podemos e devemos lutar por nós mesmas em sermos melhor do que a média, o que faz alguns negors para vencer preconceitos a assim abrir portas, dando exemplos e calando a boca dos racistas e mundado de fato a sociedade, ainda que aos poucos! Cada um com sua opinião, respeito todas, mas na minh apercepção quem deseja "tutela" o estado por ser negro, trans, imigrante, etc é um mas exemplo para o seu grupo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cotas em concursos publicos - A Discussão.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cotas em concursos publicos - A Discussão.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Crossdressing Place :: Legislação & Política-
Ir para: